Warning: Use of undefined constant MC_TEXT_DOMAIN - assumed 'MC_TEXT_DOMAIN' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/customer/www/neurocirugia.tv/public_html/wp-content/plugins/bpchat/admin/class-bpchat-options.php on line 41
Noticias – Neurocirugia.TV

Noticias

ENTREVISTAS CON NEUROCIRUJANOS DEL CONGRESO DE NEUROCIRUGIA PEDIATRIC FEBRUARY 2018

IV CONGRESO INTERNACIONAL DE NEUROCIRUGÍA PEDIÁTRICA DEL HIMFG

DIA 1, DIA 2, DIA 3

ENTREVISTAS EN EL CONGRESO CON NEUROCIRUJANOS PEDIATRICOS


Rafael Mario Rodriguez Murillo, MD, Neurocirujano Pediatrica de Tabasco, Mexico
Alex Gabriel Cachon, MD Residente de Hospital Infantil, en Neurocirugia Pediatrica

Griselda Ramirez, Adrian Caceres, y Zulma Tovar Spinoza
Felipe Chavelas MD

Edna Sikahall MD

Dr Arturo Muñoz Cobos

Victor Hugo Perez Perez

Giuseppe Cinalli MD

Linda Tello vera, Representante de Karl Storz de LatinoAmerica

Testing 1, 2, 3, and Diego Rivera

Carolina Cantanero MD de Nicaragua!

Kemel Ghotme MD, de Columbia

6 Edmundo González Sosa de Oaxaca Mexico

Gabriela Bustamante MD, de Cuchabamba, Bolivia

Sandi Lam MD, Texas Childrens in Houston

Issac Enrique Mata, 2 Ano Residente de Neurocirugia
>

Artur deCunha, Neurocirujano Pediatrica de Brazil

Gerado Sanchez MD, de Mexico, y otros!

Claudia Katiuska Gonzalez MD, RadioNeuro Cirugia

INTRO: Palabras por Fernando Chico Ponce de Leon, Director 55:00, Jack Walker at end

_________________________________________________________________________________________________________________________

Parceria entre Instituto do Cérebro e UFRJ opera bebês com má-formação antes do nascimento

Fuente

Crianças possuíam uma má formação congênita detectada durante o pré-natal.

 
Bebês são operados em parceria entre o Instituto do Cérebro e a Maternidade-escola da UFRJ. (Foto: Reprodução/ TV Globo)Bebês são operados em parceria entre o Instituto do Cérebro e a Maternidade-escola da UFRJ. (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Bebês são operados em parceria entre o Instituto do Cérebro e a Maternidade-escola da UFRJ. (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Desde o fim do ano passado, cinco pacientes foram operados. “Só fizemos cinco cirurgias porque as pacientes não chegam. A central de regulação está aberta, mas há uma grande subnotificação”, informou o médico Jair Braga, diretor médico da Maternidade-escola da UFRJ.

As mães diagnosticadas são atendidas na UFRJ. Depois são cadastradas no sistema estadual de regulação e encaminhadas para o Instituto do Cérebro. “A partir de 20 semanas, o diagnóstico pode ser dado com 100{21a5528563629f4a293f45cd7c951ea0037d796d99501aa9358e0b545d1821bc} de certeza e isso é muito importante, já que a cirurgia deve ser realizada em até 26 semanas. É uma corrida contra o tempo”, explicou Braga.

Stela Santiago Silva descobriu o problema ais cinco meses de gestação. Ela passou pela cirurgia e o filho nasceu com a parte cognitiva normal. “Foi devastador ter essa notícia. Eu soube que poderia até falecer no útero, nem viria a nascer. Melhorou muito o desenvolvimento dele, tem bastante força nas perninhas, movimentos coordenados. A perspectiva é que ele ande e dê tudo certo”, contou.

Antes, o procedimento só era permitido em outros estados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A equipe médica usa uma técnica na qual o útero da mãe fica exposto fora do corpo e, por um orifício mínimo, os médicos conseguem fechar a pele protegendo a medula do bebê.

As mães diagnosticadas durante a gestação são atendidas na Maternidade-escola da UFRJ. Depois, elas são cadastradas no sistema de regulação e encaminhadas para o Instituto do Cérebro.